V SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE O USO DA FORÇA POLICIAL, Salvador de Bahia, 25 de Abril de 2006

Ao passo em que se aproxima de dois séculos de existência, a PMBA busca avançar em termos de modernização e capacitação. Daí a necessidade de dar continuidade ao processo de aprimoramento de suas políticas e modelos de gestão para enfrentar múltiplos desafios. A expectativa é de que capacitações como essa, promovam mudanças de valores, renovação de paradigmas e modernização de métodos e táticas de ação.O evento foi voltado para autoridades públicas, operadores do sistema de justiça criminal, membros de organizações não governamentais no campo dos direitos humanos, funcionários públicos, professores, estudantes, profissionais de segurança pública e demais segmentos interessados no acompanhamento e debate do tema do uso da força policial.As palestras foram proferidas por especialistas nacionais e internacionais, reconhecidos pela excelência nos temas abordados.




O último palestrante do Seminário foi o Profº Otto Adang, da Academia de Polícia da Holanda, que abordou o tema: "Gerenciamento de Multidões: O Policiamento das Torcidas de Futebol na Europa". Na apresentação do seu estudo identificou os motivos que levavam à violência, destacando o que denominou de "Síndrome do macho jovem". Explorou também os estágios de intensificação da violência potencializada pelo uso às vezes indiscriminado de álcool e outras drogas. Detalhando os mecanismos internos e externos de cada grupo de torcedores, por exemplo, e os aspectos da oportunidade e da percepção dos riscos. Neste contexto, afirmou que as polícias podem fazer muito para prevenir a violência mas muito pouco para contê-la. Um dos aspectos interessantes que citou foi a utilização de cadetes como observadores policiais inseridos na multidão, o que permite, muitas das vezes, uma intervenção policial bem focalizada nos causadores da perturbação da ordem e num estado bem precoce da violência, evitando maiores consequências. O palestrante apresnetou seus estudos sobre os sinais prévios que dão origem à violência em locais de grande aglomeração. Afirmou ter capacitado os observadores a estarem aptos a identificar estes sinais. Um dos aspectos mais importantes na fala do Professor foi o trabalho desenvolvido para diminuir a violência causada pelos próprios policiais nestes eventos, em que demonstrou ter havido um processo seletivo mais rigoroso para a busca de um perfil mais adequado. Neste processo, conseguiu qualificar o corpo policial com profissionais que agiam sem preconceitos, de posturas amigáveis, porém firmes e adequadas. Por fim, o Profº Otto ressaltou os estudos para análise do perfil das diversas torcidas participantes da Eurocopa e enfatizou que a ostensividade das polícias nos eventos de grande aglomeração de pessoas é fator significativo para a diminuição dos casos de violência.