"O Euro'2004 posse sejar o primeiro torneio Europeu sem incidentes graves", 19/12/2003

Seminário organizado pela PSP, Lisboa

Otto Adang e Clifford Stott acreditam que existe uma "probabilidade muito baixa de incidentes" durante o Euro'2004. Eles baseiam as seuas expectativas na "visão progressiva" dos oficiais da PSP face às questões relacionadas com a violência no futebol.
Adang e Stott são ainda defensores daquilo a que apelidou de "policiamento de pequeno perfil", com a exibição do nível de força estritamente necessária para cada situação e uma intervenção muito localizada das forças da autoridade, caso tal se torne necessário. O estudo de vários distúrbios graves ocorridos no passado indica que estes são provocados por um mau controlo das multidões, mais do que pela simples presença de hooligans. É importante que os adeptos sejam recebidos com uma atitude positiva. Quase todos os adeptos que vão a um torneio de futebol fazem-no porque querem fazer parte do Carnaval do futebol.

A PSP precisa do nível necessário de apoio político, está preparada e tem aprendido muito com os seus erros nos jogos realizados em Portugal. Em Portugal existirem duas polícias envolvidas na segurança do Euro'2004, a PSP e a GNR, duas forças com um "envolvimento" e "atitudes" diferentes. Era bom que a forma de actuar das duas polícias fosse universal.